Dia Nacional da Austrália

Dia Nacional da Austrália, 26 de Janeiro. Historicamente, marca um dia muito triste, também referido como dia da invasão. Hoje em dia, penso que é um dia de inclusão, onde todos celebramos a nossa cultura e nos unimos para celebrar este país, que todos amamos.  

História

26 de Janeiro, marca a chegada da Primeira Frota de Capitão James Cook  a Botany Bay, Sydney, em 1788. A frota de 11 navios deixou Portsmouth em 1787, carregando mais de 1480 homens, mulheres e crianças. Chegaram a 24 de Janeiro de 1788, no que hoje conhecemos como La Perouse. A zona foi habitada pelo Povo Eora por 40.000 anos. Seguiu-se um impasse e a 26 de Janeiro de 1788, com uma cerimónia simples, foi estabelecida uma colónia britânica em Phillip Bay. Austrália, como a conhecemos hoje, nascia assim.       

Mas a Austrália já existia há muitos anos. Povos Indígenas viveram cá durante milhares de anos. Portanto, para eles, este não foi um dia feliz a relembrar, foi o dia a invasão, ao qual se seguiram anos de erros, morte, discriminação e as infames Gerações Roubadas (Stolen Generations), onde Associações Cristãs tiravam bebés Indígenas às suas mães.

Controvérsia

Devido aos eventos muito tristes que se seguiram à chegada de Capitão Cook à Austrália, celebrar o dia nacional da Austrália a 26 de Janeiro foi sempre motivo de controvérsia, ainda o é.     

Não podemos negar a nossa história, e não podemos negar o facto de que este foi um dia que causou muita dor a um grande segmento da nossa população. Mas recentemente, têm havido conversações e esforços para mudar as coisas. Infelizmente, não podemos desfazer todos estes anos de erros, assim como não podemos trazer de volta aqueles que pereceram, mas podemos reparar o mal causado e tornarmo-nos numa nação melhor.

O Discurso de Pedido de Perdão (Apology Seech)

A 13 de Fevereiro de 2008, Kevin Rudd, o Primeiro Ministro Trabalhista da altura, proferiu o seu “Discurso de Perdido de Perdão” (Apology Speech). No discurso, Kevin Rudd disse que estava na altura de avançarmos depois de todo o mal causado no passado. Pediu perdão pelos maus-tratos de povos Indígenas e Nativos do Estreito de Torres, especialmente aos pertencentes às Gerações Roubadas; pediu perdão pelas leis e políticas aprovadas por governos sucessivos no passado, que causaram tanta dor aos nossos Primeiros Australianos. Acabou, dizendo que esperava que pudéssemos cicatrizar as feridas e unificarmo-nos e acabar com as diferenças entre Australianos indígenas e não-indígenas.

Ainda há muito para fazer

O discurso de pedido de perdão foi um passo positivo em direcção à reconciliação e cicatrização de feridas, mas ainda há muito a ser feito para que essa cicatrização seja completa. Precisamos de acabar com as diferenças entre Australianos Indígenas e não-Indigenas, precisamos que haja tratamento igual para todos, e precisamos que todos tenham as mesmas oportunidades.

O Dia Nacional da Austrália actualmente

Para mim, actualmente, o Dia Nacional da Austrália é um dia para celebrar a nossa cultura, um dia de inclusão onde todos nós partilhamos as nossas opiniões e os nossos sonhos. Eu penso que o Dia Nacional da Austrália é um dia em que todos se juntam e celebram este maravilhoso país que somos hoje, nunca esquecendo do nosso passado, mas focando-nos no nosso futuro e no que podemos fazer para melhorar e tornarmo-nos um país ainda melhor, do que o que somos hoje.

Feliz Dia Nacional da Austrália