Não há suposições

Não há suposições em tradução. Traduzimos o que está no documento original, não podemos alterá-lo de forma alguma, nem podemos utilizá-lo como base para outra tradução, assumindo as diferenças que o seu original teria do documento que possuímos.

Isto aconteceu comigo. Tive um cliente que necessitava de vários documentos traduzidos. O cliente forneceu todos os documentos para tradução, mas faltava um. Este documento era muito semelhante  a um outro que tinha sido enviado para tradução. Segundo o cliente, apenas mudaria o nome. Eu entendo a questão, e a razão pela qual o cliente pensou que era possível fazê-lo, mas aqui está a razão pela qual não pude …

Exactidão

De acordo com o Código de Ética da AUSIT, nós temos de fazer o nosso trabalho, de acordo com as nossas capacidades profissionais e sempre preservando o significado do original e sendo fieis à mensagem contida nesse documento. Se mudarmos a mensagem, não estamos a ser exactos.

O cliente pensou que outro documento seria igual, apenas mudando o nome da pessoa, para a qual era emitido. Mas isso é uma suposição, a pessoa que emite o segundo documento pode utilizar palavras diferentes, e depois teríamos um original com uma mensagem diferente da tradução.

Traduções Certificadas

As traduções certificadas, levam sempre o nosso carimbo e assinatura. Isso significa que nós certificamos, que aquela tradução foi efectuada de acordo com as nossas melhores capacidades profissionais e é fiel ao original. Normalmente, eu imprimimo uma cópia desse original no verso da folha, como prova dessa declaração. Se não tivermos o original, não podemos ter prova de que fizemos uma tradução correcta e isso iria contra o nosso Código de Ética. Não podemos fazer suposições, não podemos acrescentar bocados ao texto. O nosso trabalho é apenas converter um texto de uma língua para outra, de forma profissional, exacta e culturalmente aceite.