A icónica Torre de Belém

A icónica Torre de belém fica situada na margem sul do Rio Tejo. É um dos marcos da cidade de Lisboa e é visitada por milhares de pessoas, todos os anos. Em 1983 foi classificada como Património Mundial pela UNESCO. A sua lindíssima arquitectura é o deleite daqueles que a visitam, mas a sua história pode contar algo diferente.     

Quando foi construída

A Torre de Belém foi construída no Séc. XVI, entre 1514 e 1521.  Arquitecto responsável pela sua construção foi o arquitecto Francisco Arruda. Este foi um arquitecto militar e escultor muito famoso, que foi também responsável por outros edifícios importantes em Portugal e no estrangeiro. Foi construída numa ilha basáltica localizada perto da margem norte do rio. Com o passar dos anos, o rio alterou o seu leito e, a dada altura, a Torre de belém acabou por ser quase engolida pela margem do rio. Hoje está situada perto da margem e o acesso é feito através de uma pequena ponte.

O seu estílo arquitectónico

A Torre de belém foi mandada construir pelo Rei D. Manuel I, em estilo Manuelino. Este estilo arquitectónico foi possui o nome do rei, mas é por vezes referido como Gótico Português Tardio, devido às semelhanças que possui com o estilo Gótico. Contudo, o estilo manuelino incorpora elementos e influências de África e Índia, trazidas pelos Descobrimentos. Encontrará muitos outros exemplos deste estilo, tal como o vizinho Mosteiro dos Jerónimos.

A sua finalidade

Este magnifico exemplo da arquitectura Manuelina foi construido para proteger a entrada do Rio Tejo. Juntamente com a Torre de São Sebastião, também conhecida por Forte de São Sebastião da Caparica, situado na margem sul, no que hoje é o Monte da Caparica. Estes dois edificios protegeram a entrada do rio. Para aqueles que entravam no Tejo, deveria ter sido uma imagem aterrorizante, longe da beleza que comtemplamos hoje.

Pode visitar este magnifico monumento de Terça-feira a Domingo. De Outubro a Abril abre das 10h até às 17.30h. De Maio a Setembro abre das 10h às 18.30h. As últimas entradas ocorrem meia hora antes do encerramento.

Se for visitar Lisboa, este é certamente um local a não perder.  

Fonte: Visit Portugal
Foto: Cila Neves

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *