O preço dos voos

O preço dos voos é um tópico de conversa muito popular hoje em dia. Alguns dizem que os voos são extremamente caros, mas em alguns casos podemos encontrar verdadeiras pechinchas. As restrições e encerramentos de fronteiras não ajudam. Em algumas rotas, as companhias aéreas não conseguem operar em plena capacidade o que se traduz em preços mais elevados. Pode ser dificil de aplicar o habitual modelo da oferta e procura, pois ambos os factores estão limitados pelas regras de restrições de cada país. Mas com o programa de vacinação que está a decorrer em todo o mundo, poderá ver-se uma luz ao fundo do túnel, quer para passageiros como para companhias aéreas.  

A situação actual

Embora alguns países estejam a tentar iniciar o seu caminho para fora desta pandemia, algus ainda enfrentam restrições que não afectam só a forma como vivem, mas também a forma como viajam. Por exemplo na Austrália, o mercado internacional está morto porque nem são permitidos turistas, nem nós somos autorizados a sair do país. O mercado doméstico estava a florescer, mas as recentes medidas de confinamento afectaram também os voos domésticos.

Algumas companhias aéreas estão a oferecer rotas novas ou a oferecer preços muito baixos em algumas rotas, para atrair os passageiros. Isto está a acontecer especialmente nos mercados europeus, onde ainda é possível viajar. Mas de uma forma ou de outra, o sector ainda está muito afectado.  

O futuro

Sem dúvida que a vacinação irá desenpenhar um papel importantíssimo neste caso. As pessoas necessitam de poder viajar para que as companhias aéreas tenham procura suficiciente para gerir uma empresa lucrativa. Se o número de passageiros for limitado, então a solução seria aumentar o preço dos voos e possivelmente perder clientes. Penso que nenhuma companhia aérea deseja fazer isso, mas também não podem operar voos com 50 ou 60 pessoas, não é possível.  

Portanto, há que estabelecer um equilíbrio. Precisamos de estar seguros, e depois podemos ser livres para viajar. Eu acredito vivamente que estamos a começar a ver o caminho que nos levará para fora desta crise. O sector está a responder à necessidade de segurança com medidas extra, para assegurar passageiros, Governos e os seus empregados também. Por isso, vamos começar a ver cada mais mais voos, à medida que mais pessoas são vacinadas e as restrições são levantadas. Os voos têm de fazer face à procura e os preços refectirão isso. Afinal, as companhias aéreas têm de ser lucrativas, e sem passageiros não conseguirão ser.      

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *