Beira Interior

Beira Interior, Távora-Varosa e Lafões é nome de uma região vinícola portuguesa que se estende através da beira Alta e Beira Baixa. É uma região lindíssima que oferece paisagens maravilhosas, montanhas e rios, gastronomia e, claro está, os vinhos. Cada sub-região produz os seus vinhos distintos e isso vem acrescentar à diversidade desta região. A maioria dos vinhos produzidos nesta região é proveniente de cooperativas, contudo, nos últimos anos, têm aparecido cada vez mais pequenos produtores que começaram a produzir os seus próprios vinhos de boutique.

A região

A região está sub-dividida em 3 sub-regiões: Beira Interior, Távora-Varosa e Lafões. Cada uma dessas sub-regiões possui o seu próprio selo de Denominação de Origem. O solo é na sua maioria granítico e xístico devido à irregularidade do terreno. As montanhas e a elevada altitude significam que o clima é bastante extremo. Os Verões são quentes e secos e os Invernos são muito frios e nevosos.

As uvas

É possível encontrar castas nacionais e internacionais nesta região. Dentro das castas internacionais, pode encontrar-se a Chardnnay e a Pinot Noir, na sub-região de Távora-Varosa. As castas brancas nativas são Arinto, Bical, Cercial, Fernão Pires, Fonte Cal, Malvasia Fina, Rabo de Ovelha, Síria. As castas tintas produzidas nesta região são Aragonez, Rufete, Touriga Franca e a famosa Touriga Nacional, que é uma casta que pode encontrar em quase todas as regiões do país.

Os vinhos

Cada sub-região possui as suas características únicas e isso reflecte-se nos seus vinhos. A Beira Interior ou Denominação de Origem da Beira Interior produz vinhos brancos frescos e aromáticos, enquanto que os vinhos tintos são frutados e bem encorpados. A Tavora-Varosa ou Denominação de Origem de Távora-Varosa é conhecida pelos seus espumantes. Contudo, é possível encontrar brancos frescos e tintos suaves que são também espectaculares. A sub-região e Lafões, ou Denominação de Origem de Lafões é uma região pequena a norte do Dão com poucos produtores. Mesmo assim, a região é bastante famosa pelos seus tintos luminosos e brancos com altos valores de acidez.

 

Fonte: Infovini

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *